Mapa de Buenos Aires
imagem

                             


Vídeo interessante sobre a Argentina, vale a pena assistir (em português):






Dicas de Buenos Aires / Buenos Aires Tips / Buenos Aires Conseils / Consejos de Buenos Aires




Clicar: Fotos de Buenos Aires

 







 

Previsão do tempo em Buenos Aires

Tempo em Buenos Aires









Mundi - Compare Preços de Passagens Aéreas e Hoteis

Pesquise Preços






Aluguel de apartamento

Se o seu objetivo é ficar pelo menos 1 semana em Buenos Aires, aconselho alugar um apartamento. Além de ser bem mais barato do que Hotel tem o fator da privacidade! Todos os apartamentos alugados por temporada na cidade são cobrados em dólar americano, além de 20% como garantia, que é devolvido na devolução do imóvel.
Peça que no contrato ou no recibo de pagamento que venha descriminado o número de série do dinheiro pago como garantia (20%). Desta forma serão devolvidos as mesmas notas que você pagou.
Evite pagar em peso, real, euro,... na conversão sempre você não será beneficiado!
Se usar o cartão de crédito terá o acréscimo de 6 % de IOF
No aeroporto você já encontrará 2 administradoras de aluguel imóveis por temporada.
Pegue o endereço e vá pessoalmente na sede da administradora que geralmente ficam próximos aos pontos turísticos e no centro (conhecido como microcentro). 

Em 2008 aluguei um apartamento por 15 dias pela administradora de imóveis EASY RENT e fiquei muito satisfeito! - site: http://www.easyrent.com.ar


Aeroportos

A cidade conta com o Aeroporto Internacional de Ezeiza (situado a 35 quilômetros da cidade) e com um aeroporto doméstico, o Aeroparque Jorge Newbery.

Preço do táxi

Aeroporto Internacional de Ezeiza ao centro: em torno de 120 pesos.

Aeroparque Jorge Newbery ao centro: no máximo 50 pesos (táxi do próprio aeroporto) - muito próximo ao centro.











 Mapa com pontos turísticos de Buenos Aires - ampliado - pdf
















Caso não faça o citytour, aconselho conhecer Buenos Aires pelo centro da cidade. Começar por:

 - Calle Florida / Calle Lavalle - maior centro comercial, com lojas de roupas, livrarias e confeitarias. Ao passear pelo calçadão da Calle Florida, você terá o primeiro contato com o comércio local. Na Galeria Pacífico (R. Florida com Av. Córdoba), principal e tradicional ponto do comércio portenho, você encontrará muitas griffes famosas. Vale a pena conhecer e tirar muitas fotos. Outra dica é sentar na parte inferior da galeria, na praça de alimentação, e tomar o sorvete Freddo e comer o famoso alfajor da Patagônia La Buela Goye.

 - Praça San Martin - Próximo às Galerias Pacífico localiza-se uma praça histórica e uma das mais belas. Nesse lugar estava a única praça de touros de Buenos Aires. Também foi marco das invasões inglesas em 1806 e 1807. É um excelente lugar para bater fotos!

 - Plaza de Mayo - ao andar por toda a extensão da Florida, você irá em direção à Plaza de Mayo. É interessante observar a variedade de cúpulas e fachadas de todos os estilos desta avenida que parte da Plaza de Mayo e desemboca no imponente edifício do Congresso Nacional. 

 Na Plaza de Mayo está a famosa Casa Rosada, sede da Presidência da República, em cuja sacada foram feitos os mais importantes pronunciamentos da história Argentina. O interior do edifício conta com vários pontos de interesse, mas só o museu está disponível para visitas públicas.

 Também está situada na Plaza a Catedral Metropolitana. O padrão arquitetônico adotado é o de uma igreja sem torres e com 12 colunas representando os  apóstolos. Do lado direito da Catedral se encontra o Mausoléu com os restos do herói libertador argentino, o Gal. San Martín. 

 Do outro lado encontra-se o Cabildo. Apesar das sucessivas reformas, esse edifício ainda respira história pois foi o epicentro da Revolução de Maio de 1810, data da independência Argentina - tem um museu aberto a visitação.  

 Há também o Banco de La Nacion Argentina (como se fosse o Banco Central). Suas portas são imensas e vale a pena passar por lá no final de semana ou no final da tarde para fotografá-lo sentado na frente dele. Só assim se tem noção do tamanho da porta em relação a uma pessoa. 

- Av. Corrientes - saindo da Plaza de Mayo entre na av. Corrientes para tirar uma linda foto do Obelisco. Do obelisco até o número 1700 há uma infinidade de livrarias e cafés literários. Os preços são variados mas há lojas especializadas em vender livros baratos, que podem sair por apenas R$ 2,00.

 Se a palavra de ordem é economizar, o trecho da avenida Corrientes que vai de Callao a Pueyrredón tem várias lojas de roupas, calçados e acessórios com venda no varejo e no atacado.



















Outras dicas do Centro de Buenos Aires (caso queira explorar mais):

-  Melhor local para se comer um "bife de chorizo" : Restaurante La Estancia, na Lavalle.

Livrarias - Nas avenidas Corrientes, Santa Fe ou Juramento e nos shoppings existem grandes livrarias com as últimas edições e muito material de interesse turístico: livros de fotografias, edições luxuosas sobre o tango, etc.

 Para volumes raros, primeiras edições, livros antigos ou esgotados, manuscritos ou exemplares em outros idiomas, o ideal é visitar as livrarias da Avenida de Mayo, o novo circuito de San Telmo, ou as velhas livrarias de Corrientes entre Callao e 9 de Julio.

 Para os que preferem conseguir livros com preços baixos, usados ou raros, as feiras do livro  principalmente Parque Centenário, Parque Rivadavia, Plaza Lavalle e Plaza Itália  são uma excelente opção para encontrar interessantes exemplares.  

 - Café Tortoni  (Avenida de Mayo nº 825 - Centro) - Ao sair da Av. Corrientes você poderá almoçar ou simplesmente tomar um café no Tortoni. Mais que um café, o Tortoni é um dos símbolos de Buenos Aires e do tango e por isso merece uma visita, vale a pena conhecer e tirar muitas fotos. O show de tango a noite tem o melhor preço da cidade.

 - Teatro Colón  (Calle Cerrito com Calle  Tucumán) - É um grande orgulho para Buenos Aires possuir um dos melhores teatros líricos do mundo. Prédio em estilo néo-clássico de 1908, de acústica excepcional, tem capacidade para 3.200 pessoas. Depois de mais de 4 anos de restauração, em maio de 2010, foi concluída e aberta novamente aos visitantes. site: http://www.teatrocolon.org.ar

 - Av. Santa Fé - O ponto de interesse mais destacado para os portenhos e os turistas é a Av. Santa Fé, caracterizada pelas atraentes lojas de roupa, calçado, importantes galerias, cafés e bares - da Praça San Martin até o Jardim Botânico no bairro de Palermo. O ideal é andar com calma, nem que não compre nada, mas para ver o movimento da rua e os lindos restaurantes e vitrines. É uma avenida super chique como a Orcar Freire em São Paulo.

 - Libraria El Ateneo -  No ranking mundial  a Livraria El Ateneo está em 2º lugar como a mais bonita do mundo, só perdendo para a Boekhandel Selexyz Dominicanen, em Maastricht, na Holanda. Desde 2000 ela ocupa um antigo e belíssimo teatro, o Grand Splendid, inaugurado em maio de 1919. Endereço: Avenida Santa Fé, 1860 - Bairro: Recoleta.

 - Puerto Madero - às margens do rio de la Plata, Porto Madero é um conjunto arquitetônico de galpões que já serviram no passado para armazenar produtos e alimentos que chegavam pelo mar.  Revitalizados há cerca de dez ou 12 anos, eles abrigam atualmente o maior pólo de diversão portenha, que para alguns é melhor do que Recoleta. Há 43 restaurantes, oito cinemas, uma casa noturna, 11 lanchonetes e cafés, passeios, um museu, o Iate Clube, hotéis e uma bela vista do rio e de novos pólos financeiros e residenciais de Buenos Aires. 

 Tem até cassino, apesar de eles serem proibidos na província de Buenos Aires. A história do cassino é pitoresca: para driblar a lei, seus donos o instalaram dentro de um navio em Porto Madero. Lá ele não fica sediado em Buenos Aires e assim responde às leis marítimas, que permitem o jogo.


 Encontrar um lugar no entanto pode ser motivo de estresse, tente reservar antes. O povo argentino costuma sair para jantar a partir das 22h, especialmente às sextas e sábados. Um dos melhores restaurantes é o "Siga la Vaca".

 OBS: Buenos Aires, que é uma cidade que praticamente não dorme, a lógica da diversão funciona assim: aproveite o dia para visitar museus, parques, praças, bairros, prédios históricos e monumentos; tempo para tomar banho e relaxar e saia para jantar entre 21h e 22h; por volta de 1h ou 2h, é hora de ir a uma (ou várias, em peregrinação) boate. 

 - Palermo - Existem vários lugares para se visitar em Palermo. O bairro é considerado o pulmão verde da cidade de Buenos Aires e local onde encontra-se o Zoológico, centros culturais, museus, vários monumentos e Embaixadas. 

 - La Boca - Após tomar o café de manhã vale a pena conhecer o bairro. La Boca é o primeiro bairro dos italianos, imigrantes genoveses que preferiram ficar perto do porto. Como detaque temos as casas coloridas e o Estádio da Bombonera (sede do Boca Juniors). Sua principal atração é o Caminito, que inspirou o tango que imortalizou Carlos Gardel. Na verdade são feitos com pedaços de navios, que chegaram com os italianos no passado, como reza a história.

 Por estar na periferia de Buenos Aires, o bairro não é aconselhável ir à noite. No éden Caminito, no entanto, a arte é efervescente. Há artesanato, telas de artistas locais e que vendem, por 10 pesos ou 30 pesos, quadros originais que podem servir de lembrança do local.
 Lá também há dançarinos de tango pelas ruas e performers que fazem estátua viva para divertir o público. Há músicos e uma espécie de display de madeira conhecidíssimo dos turistas, que podem simular que estão dançando tango na hora de fotografar. Nas redondezas da rua tem lojas que vendem quinquilharias, como chaveirinhos e coisinhas para levar para casa.

Dica: Evite almoçar nos restaurantes localizados no La Boca, o custo x benefício é péssimo, principalmente aqueles que têm um funcionário muito amável com o cardápio na mão querendo agradar as pessoas que passam pela rua. Costumam ser muito simpáticos, sorridentes e com um discurso já decorado: brasileiros!, ...
Oferecem na mesa um pedaço de pão como entrada (é tão insignificante que você acha que não será cobrado), uma refeição ridícula que nem alimenta uma pessoa, porém o garçom argumenta que dá para duas antes de servir a mesa. Quando vem a conta cobram também 10% alegando que é para manter a casa,... (na Argentina a gorjeta de 10% não é obrigatória, o valor fica a critério do cliente, é pago o que ele acha que é merecido, em outros restaurantes de Buenos Aires dei até 20% pela educação, almoço e atendimento). O próprio Argentino, independente do valor da conta, dá de $2,00 a $5,00 ( pesos) no máximo.
Na volta do passeio de La Boca aproveite e vá aos inúmeros restaurantes de Puerto Madero. São verdadeiros restaurantes com excelente infra-estrutura e almoço infinitamente superior e você ainda irá gastar menos!!!

OBS: Algumas pessoas que trabalham no comércio tem o costume de dar o troco em nota de 2 pesos para os turistas em péssimo estado com o objetivo que você retorne para ele como uma gorjeta (chamam de propina), não caia nessa, peça outra nota em bom estado e posteriormente fica a seu critério em dar ou não! Isso acontece mesmo quando você paga no caixa e pega no balcão a mercadoria.

 Ricoleta é um bairro elegante e sofisticado de ruas arborizadas, onde as principais atrações são seus cafés e restaurantes, antiquários, um complexo cultural e o Cemitério da Recoleta. A feira de antiguidades localizada na praça da Recoleta é ponto de parada obrigatória. Lá você também encontra o Hard Rock Café argentino, com sua lojinha de camisetas, bonés e moletons famosos que circulam por aí.

 - Basílica Nuestra Señora del Pilar  (Junín 1892) É uma das igrejas mais singelas da capital, com linhas barrocas e fachada pintada de branco. Foi construída em 1732 pelos jesuítas e se destinava às orações e práticas espirituais dos padres franciscanos recolhidos (recoletos).

 - Cemitério da Recoleta  (Quintana e Junín) É um dos mais famosos e mais visitados do mundo. Suas tumbas guardam os restos de famílias tradicionais argentinas, além de grandes personagens históricos. Evita, apesar de protestos por suas origens humildes, conseguiu ser enterrada e hoje repousa na cripta da família Duarte. É o maior da cidade, com belíssimos monumentos e cerca de 300 hectares de área verde. 
 Há também o Parque Japonês. Nos parques pode-se observar os "Passeadores de cachorros", que chegam a levar cerca de 12 cachorros por vez.

 Dica: Perto do parque Japonês você poderá visitar a Flor Metálica.


 Sugestões: Caso seja sábado, vale a pena ir a Plaza Serrano, em Palermo Viejo, onde tem uma feira espetacular de moda, estilo Mundo Mix e você conhecerá a mentalidade eclética e criativa dos argentinos.

 Caso não seja sábado, aproveite para explorar mais o Bairro da Recoleta e conhecer o Patio Bullrich (Pátio Bullrich - Nivel Libertador, local 0006  oferece ao turista um serviço de traslado grátis hotel-shopping por táxi, bastando telefonar para o número 4814-7412.)  e os museus do bairro.


 - Reserve um dia inteiro ou boa parte da manhã e tarde para San Telmo - Somente aos domingos 

 Domingo
é dia da feira de San Telmo. A principal característica do bairro, que fica ao sul de Buenos Aires, é a Feira de Antiquários e galerias de arte que deixam qualquer um com vontade de redecorar a casa.  Apesar dos preços nem tão satisfatórios para o bolso brasileiro, San Telmo mantém o charme em mais de 30 antiquários, entre 200 pontos comerciais. Lá galerias de artes promovem leilões. 

 Todo domingo, de manhã à tarde, a pracinha da famosa feira de antiguidades de San Telmo é ponto obrigatório. Não precisa comprar nada, dê uma volta entre as barracas, coma (imperdível o bife de chouriço ) e beba por lá.

 Nas barracas vendem-se talheres, bandejas de prata, mesas, cadeiras, luminárias, tudo de época.
 Por ser ponto de concentração turística, artistas se apresentam nas ruas de San Telmo, desde os dançarinos de tango até os que fazem performances de estátua viva, todos pintados de branco, prata ou dourado, em troca de uma moedinha em peso.  Além dos bares, cafés e restaurantes, San Telmo abriga também uma das mais tradicionais casas de tango de Buenos Aires, a El Viejo Almacén, que oferece jantar e show.

 O bairro também tem igrejas e museus para quem quiser esticar a visita após a feirinha.

 Em San Telmo, há ainda o Mercado de las Luces, onde há artesanato, antiguidades, pedras, livros e artistas plásticos, e a entrada é gratuita. 

 Para quem gosta de tango, San Telmo possui alguns endereços preciosos, como o Almacén de Tangos Generales, em uma das esquinas da praça Dorrego. Ali é possível encontrar desde blusas até baralhos temáticos. Além dos livros, como o que traz "Las Mejores Anécdotas del Tango - y Otras Curiosidades", da editora Planeta. 



NOME







Bus Turístico:


Particularmente não gosto de usar o city tour de Buenos Aires, o intervalo do ônibus (a cada 30 minutos) não comporta o fluxo de pessoas. Em determinadas paradas (centro da cidade, em frente à Praça San Martim e La Boca) o turista não consegue entrar no ônibus, desta forma não restando outra alternativa a de esperar por 30 minutos pelo próximo - resumindo: 45 minutos em média parado em pé, e se for no verão um sol de 35°C na sua cabeça!!!
No meu caso paguei $140,00 (pesos argentinos) - duas pessoas, literalmente perdi o dia inteiro em esperas nos pontos de ônibus.
No dia seguinte usei só o metrô, circulei bem mais rápido pela cidade e gastei muito menos!!! - cada dia perdido na viagem é precioso! - diária em hotel, alimentação, ...

O metrô é o melhor meio de se locomover pela cidade, o mais rápido, passando pelos principais pontos turísticos. No caso de ir ao La Boca (o metrô não vai até lá) pegue um táxi, você não irá gastar o valor cobrado pelo bus turístico.

A única vantagem, na minha opinião, são para as pessoas que não pretendem sair do ônibus, fazer o passeio do início ao fim dentro dele. Talvez seja uma opção para quem está conhecendo Buenos Aires pela primeira vez e logo quando chega à cidade queira fazer um levantamento geral, desta forma vale à pena!


Resumo com preços detalhados e horários do ônibus turístico:
 

O serviço de ônibus turísticos de Buenos Aires funciona desde o dia 23 de abril de 2009. Os veículos são de dois andares - o inferior é fechado com ar condicionado e sem teto no andar superior.

Os ônibus, com capacidade para 50 pessoas sentadas (não pode viajar em pé), contam com um guia especializado em turismo portenho.
Os ônibus passeiam pela cidade entre as 9:00H e às 17.30H. Saem a cada meia hora da esquina de Florida e Avenida Roque Sáenz Peña (Diagonal Norte). O percurso completo leva 2 horas 45 minutos, mas os passageiros podem descer e subir em qualquer das paradas (pegar o próximo ônibus sem nenhum acrécimo no valor). Há boletos para um ou dois dias e tarifas promocionais para famílias. As pessoas com necessidades especiais e os menores de quatro anos viajam grátis. Os boletos compram-se no ônibus ou nos Centros de Informações Turísticas do governo portenho.

OBS:  Aconselho a não comprar no ônibus, caso ele esteja muito cheio, a prioridade de entrada é de quem já adquiriu o bilhete anteriormente nos Centros de Informações Turísticas.



Bilhetes: ( preços abaixo estão em moeda local - para converter em real, clicar: CÂMBIO-EXCHANGE )

PASSAGENS POR 24 HS:

Maiores: a partir de 12 anos

  $ 70.-

Menores: entre 4 e 12 anos

$ 35.-

Crianças: de 0 a 3 anos

GRÁTIS

Pessoas com necessidades especiais
(É ABONADO O  BILHETE DO ACOMPANHANTE)

GRÁTIS

 

PASSAGENS POR 48 HS:

Maiores: a partir de 12 anos

  $ 90.-

Menores: entre 4 e 12 anos

$45.-

Crianças: de 0 a 3 anos

GRÁTIS

Pessoas com necessidades especiais

GRÁTIS

 

Passeio Noturno:
 

O serviço está disponível desde 01 de janeiro de 2010. O ônibus faz duas partidas diárias: às 20:00H  e 21:00H. Deve-se chegar 10 minutos antes da partida.
A turnê tem duração de 2 horas, em cada uma das paradas do ônibus fica por alguns minutos.

Paradas:

Saída: Flórida (Florida e Diagonal Roque Sáenz Peña)
1ª parada): Recoleta (Av. Quintana e Junín)  
2ª parada): Canal 7 (Figueroa Alcorta y Tagle)
3ª parada): Plaza Cortázar (Borges y Pasaje Russel, pista da direita)
4ª parada): Santa Fé e Callao (direita Vereda)
5ª parada): Fim da excursão: Obelisco (Cerrito e Avenida Diagonal Roque Sáenz Peña, a pista direita)
6ª parada): Opcional parar apenas para show de tango: Piazzolla Tango (Galeria Guemes, San Martín 170)

 Os preços e horários podem variar durante o ano, conforme alta ou baixa temporada, para maiores informações clicar no site da empresa: http://www.buenosairesbus.com

 

 - Trem da Costa - passeio durante um dia inteiro

 Passeio completo pela zona residencial do Circuito Norte e Grande Buenos Aires. Inicialmente toma-se um ônibus até a Estação de Trem Maipu. Em seguida, de trem, fez-se um belo passeio margeando o Rio de La Plata, com descida até a   Estação San Isidro, onde se encontra o primeiro shopping ao ar livre da Argentina e a Igreja Catedral. Depois, passeio de barco pelo Delta do Rio Tigre e ilhas da região.

 - Colônia do Sacramento - Uruguai

 Vale a pena ir ao Uruguai e conhecer a cidade de Colônia do Sacramento - a cidade é muito agradável, lembra Búzios (Rio de Janeiro) e Porto Seguro ( Bahia). 
Não deixem de comprar o alfajor uruguaio, sem dúvida é muito mais gostoso do que o Argentino. Acreditem!!! Uma caixa do melhor alfajor ( com 4 unidades) custa  apenas R$2,50.
 Basta atravessar o Rio da Prata em um navio pequeno que sai diariamente pela manhã e retorna no final do dia. 
 OBS: 1 hora de navio e 3 horas em um barco normal para fazer a travessia. No navio as poltronas são confortáveis e tem duty free a bordo - eles saem de Puerto Madero. Vejam o site da empresa responsável pela atravessia do Rio da Prata no link :
http://www.buquebus.com

 DICA: É imprescindível chegar na cidade e pegar um roteiro impresso em forma de revista no aeroporto que mantém um quiosque de atendimento a turistas. 
 No final da Calle Florida quando chega na Praça San Martim e Marcelo T. de Avear tem também um quiosque turístico com moças e rapazes muito educados e prestativos para tirar todas as dúvidas e fornecer mapas com a linha do metrô da cidade.

 - Passaporte

 Não é necessário ter visto para visitar a Argentina. Basta apenas o documento de identidade - apenas IFP,Carteira  Profissional não é aceita -  
EX: OAB, CREA, CRM,...

Importante: É aconselhavel levar uma identidade do IFP com no máximo 10 anos de emissão, algumas companhias aéreas não aceitam identidades superiores a este prazo - tanto em voos internos no Brasil como também na América do Sul. 

 - Moeda

 Há muitas casas de câmbio na cidade. Já no aeroporto tem o Banco de La Nacion Argentina que funciona 24 horas e podemos trocar real por peso.

 - Melhor câmbio em Buenos Aires

 Dica importante de Casa de Câmbio: Muitos dizem que o  Banco de La Nacion Argentina tem o melhor câmbio.
 Não é verdade, existem duas casas de câmbio na Rua Marcelo T. de Alvear ( perto do n°540) na altura da Praça San Martin ( no final da Calle Florida), quase em frente ao Hotel Marriot - lá vocês irão trocar real/peso, dólar/peso, euro/peso com uma cotação bem melhor.

OBS:
Retornei pela última vez de Buenos Aires agora em Janeiro/2011, fiquei apenas dois dias. O câmbio das duas casas na Marcelo T. de Alvear estava idêntico ao Banco de La Nacion. Como foi pouco tempo a minha permanência na cidade, não dá para ter como referência, porém já serve como ajuda! 

Abaixo o endereço de uma delas (existe outras filiais pela cidade - verificar o site):

Forex Câmbio S.A.
- Marcelo T. de Alvear nº 540 ( relembrando: perto da Praça San Martin - próximo ao Hotel Marriott e a Galeria Pacífico na Calle Florida):

Site: www.forexcambio.com.ar

O valor do real x peso no site do banco está na 1ª página localizado no 2° quadro.

Site do Banco de La Nacion:  www.bna.com.ar 

 Evite trocar dinheiro nas ruas onde há perigo de pegar notas falsas,especialmente no centro, existem muitas pessoas nas ruas oferecendo para vender ou comprar dólares.

 

 Sugestões: Sábado vale a pena ir a Plaza Serrano, em Palermo Viejo, onde tem uma feira espetacular de moda (estilo Mundo Mix) e você conhecerá a mentalidade eclética e criativa dos argentinos.

  Sábado também aproveite para explorar mais o Bairro da Recoleta e conhecer o Patio Bullrich (Pátio Bullrich - Nivel Libertador, local 0006  oferece ao turista um serviço de traslado grátis hotel-shopping por táxi, bastando telefonar para o número 4814-7412.)  e os museus do bairro.
 
-Transporte

 Buenos Aires tem quatro linhas de metrô, mas elas não servem a cidade toda. A mais antiga delas, que sai da Plaza de Mayo, ainda tem os trens antigos e detalhes em madeira. 

Para quem vai a Buenos Aires, é interessante levar o mapa do metrô impresso, clicar no link: Mapa do metrô de Buenos Aires

 Há ônibus que circulam pela cidade e táxis a preços muito baixos. Tente utilizar táxis, no entanto de empresas credenciadas, tipo rádio-táxi, para garantir que o motorista não dê uma volta imensa antes de chegar ao seu destino.

 Pegue táxi sempre com dinheiro de 10 e 20 pesos ( de 50 e 100 jamais), eles são famosos em dar trocos com notas falsas para os turistas.

-Compras

 Av. Córdoba a partir do nº 4000 em diante -  lá encontrará várias lojas de marca com preço de ponta de estoque.


 - No Aeroporto -  duty free  - limite de U$500,00 ( 500  dólares) por pessoa.
 
 - 24 unidades de bebidas alcoólicas , observando o máximo de 12 unidades de cada tipo de bebida;
 - 20 maços de cigarro;
 - 25 unidades de charutos ou cigarrilhas;
 - 250 gramas de fumo para cachimbo ;
 - 10 unidades de artigos de toucador (perfumes e cosméticos);
 - 3 unidades de relógio, máquinas, aparelhos, equipamentos, brinquedos, jogos ou instrumentos elétricos ou eletrônicos;
 (Menores de 18 anos, mesmo acompanhados, não podem comprar bebidas alcoólicas e artigos de tabacaria).

 



Distância de Buenoa Aires a:

Bahia Blanca

660 km

Rosario

606 km

Cafayate

1.703 Km

Salta

1.605 km

Córdoba

710 km

San Antonio de Areco

114 km

Corrientes

1.074 km

San Carlos de Bariloche

1.627 km

El Calafate

2.681 km

San Fernando del Valle de Catamarca

1.185 km

Esquel

2.050 km

San Juan

1.119 km

Formosa

1.181 km

San Luis

820 km

Humahuaca

1.782 km

San Martín de los Andes

1.607 km

La Plata

52 km

San Miguel de Tucumán

1.310 km

La Rioja

1.168 km

San Rafael

999 km

Luján

64 km

San Salvador de Jujuy

1.654 km

Mar del Plata

410 km

Santa Fe

476 km

Mendoza

1.037 km

Santa Rosa

607 km

Neuquén

1.156 km

Santiago del Estero

1.150 km

Paraná

495 km

Termas de Río Hondo

1.150 km

Pinamar

401 km

Tigre

33 km

Posadas

1.060 km

Trelew

1.436 km

Puerto Iguazú

1.346 km

Ushuaia

3.171 km

Puerto Madryn

1.382 km

Viedma

970 km

Rawson

1.441 km

Valle de Las Leñas

1.218 km

Resistencia

1.019 km

Villa Gesell

416 km

Río Gallegos

2.630 km

Villa La Angostura

1.695 km

Río Grande

2.850 km

 



 
Tempo de voo de Buenos Aires a:  

San Salvador de Jujuy

2h10

Salta

2h

San Miguel de Tucumán

1h50

Puerto Iguazú

1h45

Posadas

1h30

Rosario

52 min

Mendoza

1h50

Córdoba

1h15

Mar del Plata

45 min

San Carlos de Bariloche

2h20

Trelew

2h

Río Gallegos

2h55

El Calafate

3h15

Ushuaia

3h20



 

Distâncias aproximadas as  entre algumas cidades da Argentina - por estradas nacionais (em km): 

B. Aires

Córdoba

Mendoza.

Neuquén

Posadas

Resistência

Salta

Ushuaia

B. Aires

-

715

1050

1158

1040

1023

1510

3171

Córdoba

715

-

670

1137

1213

875

897

3228

Mendoza

1050

670

-

855

1925

1587

1227

3393

Neuquén

1158

1137

855

-

2198

2012

2082

2523

Posadas

1040

1213

1925

2198

-

338

1118

4268

Resistência

1023

875

1587

2012

338

-

780

3983

Salta

1510

897

1227

2082

1118

780

-

4125

Ushuaia

3171

3228

3393

2523

4268

3983

4125

-





 

free counters





 
   
   
 
  Site Map